Twitter Youtube
Boletim Eletrônico
nome
email
Enviar Notícia para um amigo
Imprimir

Notícias

20/01/2015 20:14

Fórum das ADs organiza a luta contra as ações de Rui Costa


foto: Professores durante debate - enfrentamento ao governo Rui Costa já se faz necessário

 Tempos difíceis, que exigirão dos professores muita luta e união contra os ataques do governo Rui Costa aos direitos da categoria docente. Essa foi uma das conclusões das discussões do Fórum das ADs, em 19.01, que avançou na organização das primeiras ações dos professores para este ano. Além dos docentes das quatro Universidades Estaduais da Bahia (Ueba), a atividade contou com a participação de representantes do ANDES-SN. Entre os assuntos, foram debatidos temas como: análise de conjuntura, estratégias de comunicação e combate à recente lei de previdência complementar aprovada aos servidores estaduais da Bahia. A reunião aconteceu na Uesb de Vitória da Conquista. 

Segundo os professores, sobre a análise de conjuntura, tendo como parâmetro as primeiras ações do governo Rui Costa, o que se apresenta é a intensificação da política petista de descaso com a educação pública. A primeira semana do ano trouxe a notícia sobre a aprovação da Lei Orçamentária Anual, com um corte de R$ 7 milhões no custeio e investimento das Ueba (leia mais). Segundo matéria do jornal A Tarde, de 18.01, para priorizar setores como mobilidade urbana, Rui Costa, cortou do orçamento R$ 264 milhões da Educação Pública. Na equipe de governo ele manteve o Secretário da Educação do mandato anterior, Osvaldo Barreto, que virou as costas aos professores e foi o responsável pelas greves das Ueba, em 2011, e do ensino médio estadual em 2012. 
 
Outro ataque aos servidores públicos, também neste início de ano, foi a aprovação da previdência complementar. Aprovada de maneira urgente e na calada da noite, as entidades de classe que representam as categorias dos servidores não tiveram tempo, nem ao menos, de realizar ampla discussão sobre o tema. O PREVBAHIA reduz direitos dos servidores, entre eles, abaixa o teto de aposentadorias e pensões ao valor do Regime Geral de Previdência, que atualmente é de R$ 4.663.75. (leia mais). A ação do governo, além de evidenciar que a política de retirada de direitos dos servidores públicos continuará a acontecer na Bahia, mostra que Rui Costa abre ainda mais espaço para o avanço do capital, por meio das empresas privadas de previdência.
 
Para que as denúncias à sociedade e o enfrentamento ao governo sejam ainda mais eficazes, o Fórum das ADs, nesta reunião de 19.01, criou o GT Comunicação. Nesse espaço duas ações já começam a ser desenvolvidas: a criação da campanha de mídia 2015; e a construção de uma cartilha e ação de esclarecimento da categoria sobre o PREVBAHIA, que mostrará a necessidade de recusar o citado plano de previdência complementar.
 
Reajuste linear atrasado
 
Além dos problemas citados, a diretoria da ADUNEB ressalta que o reajuste linear de 2015, dos servidores públicos, já está atrasado. Com data-base em 1º de janeiro, esse reajuste é um direito da categoria e repõe as perdas inflacionárias dos salários do exercício anterior. Nos últimos dois anos o governo deu um golpe nos trabalhadores. Somente depois de muita pressão e ameaça de greve o reajuste foi pago, mas com valor abaixo do real e dividido em parcelas. A ADUNEB está alerta e orienta que a categoria fique mobilizada. Os professores exigem reposição inflacionária, com pagamento já, realizado em uma única parcela. 
 
 


Fonte: ADUNEB

voltar

Outras Notícias

TV ADUNEB

outros vídeos

Enquete

Logo publicaremos nova enquete. Aguarde!




by Jourdan DesignAssociação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia
Rua Silveira Martins, 2555 - Cabula - CEP. 41195-001 - Salvador - BA
Telefax - (71) 3257-9333 / 5803. E-mail: aduneb@atarde.com.br